Atendimento Vila Mariana - SP

Agende sua consulta

Exercícios simples para incontinência urinária

Agende uma consultaFale conosco pelo WhatsApp
Imagem ilustrativa
Imagem meramente ilustrativa (Banco de imagens: Shutterstock)

11 abril, 2024

Por:

Exercícios que fortalecem o assoalho pélvico ajudam no controle da função urinária e trazem diversos benefícios à saúde feminina

A incontinência urinária é caracterizada pela perda involuntária de urina, o que pode ocorrer por meio de pequenos escapes — e não necessariamente pela perda de grandes volumes de urina. Trata-se de uma alteração que acomete principalmente as mulheres, sendo mais frequente após os 45 anos e durante a gestação.

A perda involuntária de urina não oferece um risco imediato à saúde feminina, mas faz com que a qualidade de vida e a autoestima da mulher fiquem bastante comprometidas. A boa notícia é que existem alguns exercícios simples para incontinência urinária que são capazes de tonificar os músculos do assoalho pélvico e ajudar no tratamento do distúrbio.

E é claro que essas orientações não excluem a orientação de um profissional especializado que é o fisioterapeuta.

Descubra um tratamento eficaz para incontinência urinária e recupere sua qualidade de vida!

Agende uma consulta

Fatores de risco para a incontinência urinária

O armazenamento e a eliminação da urina são controlados pelo sistema nervoso autônomo, havendo também um controle voluntário do esvaziamento vesical. Diversos músculos e fáscias musculares estão diretamente envolvidos na manutenção da continência, evitando a perda urinária.

Essas estruturas podem ser comprometidas em situações que afetam as vias neurológicas que controlam a micção, tais como:

  • Traumas medulares;
  • Acidente Vascular Cerebral (AVC);
  • Senilidade;
  • Alzheimer.

Além disso, existem alguns fatores de risco que aumentam as chances de que uma pessoa manifeste incontinência urinária de esforço. São eles:

  • Obesidade;
  • Tosse crônica dos fumantes;
  • Infecção do trato urinário;
  • Gestação;
  • Tabagismo;
  • Parto vaginal;
  • Menopausa;
  • Prática esportiva com treino excessivo de carga.

Qual a importância do fortalecimento do assoalho pélvico?

O assoalho pélvico é uma estrutura composta por um conjunto de músculos, ligamentos e tecidos que dão suporte estrutural aos órgãos pélvicos — como bexiga, útero e reto —, desempenhando ações importantes no controle das funções urinárias, fecais e sexuais. O fortalecimento do assoalho pélvico é essencial para o controle da função urinária.

Além de favorecer a prevenção da incontinência urinária, a fisioterapia para o assoalho pélvico contribui para:

  • Prevenção de prolapsos pélvicos;
  • Melhora do conforto e da satisfação sexual;
  • Prevenção de disfunções pélvicas em geral;
  • Aprimoramento da consciência corporal;
  • Redução do desconforto pélvico associado a condições como endometriose.

Os exercícios simples para incontinência urinária, portanto, podem promover a saúde e a qualidade de vida das mulheres, ajudando a evitar e prevenir uma ampla variedade de alterações na região pélvica.

Exercícios simples para incontinência urinária

Existem diversos exercícios simples para incontinência urinária, sendo que um dos mais comuns são os chamados exercícios de Kegel, que ajudam no fortalecimento do assoalho pélvico. O passo a passo para a realização desse exercício consiste em:

  • Contraia os músculos da vagina;
  • Solte e relaxe a musculatura;
  • Repita o exercício de 10 a 15 vezes, 3 vezes ao dia.

Uma variação desse exercício é:

  • Contraia os músculos da vagina;
  • Mantenha a contração por cerca de 10 segundos, depois relaxe;
  • Repita o exercício de 10 a 15 vezes, 3 vezes ao dia.

Esses exercícios podem ser realizados com a paciente deitada, sentada ou em pé. O mais recomendado é começar a prática na posição deitada, com as pernas dobradas, pois é mais fácil para iniciantes. Com a prática, é possível fazer os exercícios em qualquer local.

Além desses exercícios simples para incontinência urinária, o fortalecimento muscular e o controle do peso corporal também são muito benéficos para o fortalecimento do assoalho pélvico. Agachamentos, elevação pélvica e prancha estão entre os principais exercícios físicos indicados.

Saiba como tratar e prevenir condições ginecológicas fazendo um bom acompanhamento.

Agende uma consulta

Consulte um profissional de saúde

Embora os exercícios simples para incontinência urinária sejam bastante eficazes no fortalecimento do assoalho pélvico, o ideal é sempre buscar o apoio de um profissional da uroginecologia, de forma a ser avaliada no que diz respeito ao tipo de incontinência urinária apresentado e às suas causas e características. Dessa forma, é possível encaminhar para o fisioterapeuta adaptar e adequar o tratamento e os exercícios para as necessidades da paciente.

Independentemente do tipo de alteração apresentado, o tratamento conservador por meio de exercícios simples para incontinência urinária sempre pode ser benéfico. Mesmo nos casos em que uma cirurgia de incontinência urinária é indicada, esse tipo de prática pode favorecer o alcance de melhores resultados.

Fontes:

Dra. Priscila Matsuoka

Biblioteca Virtual em Saúde

Cuidado integral
à saúde da mulher

Agende uma consulta
(11) 99802-1564