Atendimento Vila Mariana

Fale conosco pelo WhatsApp

Cistoscopia: o que é, como é feita e para que serve

Cistoscopia: o que é, como é feita e para que serve
Imagem meramente ilustrativa (Banco de imagens: Shutterstock)

Exame consegue diagnosticar e tratar diversas alterações e condições que podem acometer a bexiga e a uretra

cistoscopia é um procedimento que auxilia o médico a diagnosticar e até mesmo tratar diversas patologias que atingem a bexiga e a uretra, como cálculos renais, presença de corpo estranho na bexiga e câncer.

Quando a médica pode indicar a cistoscopia?

A cistoscopia pode ser de dois tipos:

  • Diagnóstica: quando o objetivo é investigar sinais e sintomas;
  • Terapêutica: quando realizada com fins de tratamento. Nesses casos, é possível destruir os cálculos ou pedras, injetar toxina botulínica, retirar cateteres do sistema urinário, entre outros procedimentos.

O procedimento  pode ser indicado nas seguintes situações:

Para fins diagnósticos

  • Litíase (cálculo de bexiga);
  • Sintomas como a urgência miccional;
  • Tumores malignos ou benignos na bexiga;
  • Infecções urinárias de repetição;
  • Endometriose vesical;
  • Incontinência urinária com suspeita de fístulas;
  • Presença de sangue na urina, também chamada de hematúria;
  • Cistite intersticial;
  • Controle de pacientes que foram submetidos a tratamento de tumor de bexiga;
  • Avaliações de lesões após cirurgias – presença de corpo estranho na bexiga ou uretra, telas etc.;
  • Suspeita de fístulas vesicais;
  • Suspeita de divertículo vesical ou uretral;
  • Estadiamento de câncer de colo uterino e vagina avançados com suspeita de metástase.

Para fins terapêuticos

  • Aplicação de medicamentos na bexiga;
  • Tratamento de bexiga hiperativa com toxina botulínica
  • Tratamento de divertículo de uretra
  • Tratamento de câncer de bexiga
  • Tratamento de hiperplasia prostática benigna (próstata aumentada);
  • Tratamento de estenose de uretra (estreitamento do canal da uretra);
  • Remoção de cálculos na bexiga;
  • Remoção de coágulos;
  • Aplicação de agentes de preenchimento peri-uretrais.

Como é realizada a cistoscopia?

A cistoscopia é um procedimento que pode ser feito para homens ou mulheres de qualquer idade. Ele é realizado com o uso de anestésico para que a médica possa introduzir o cistoscópio, um aparelho comprimido tubular, com uma microcâmera na ponta acoplada, que permite a visualização do interior da bexiga. (colocar foto de cistoscópio)

Ao introduzir  o aparelho, a médica instila soro fisiológico para expandir e avaliar uretra e bexiga, o que facilita a visualização das estruturas internas. O cistoscópio é introduzido pela uretra, em ambos os sexos.   

Existem dois tipos de cistoscópio. Seu uso varia conforme o tipo de procedimento:

  • Cistoscópio flexível: é utilizado quando a cistoscopia é realizada com o intuito de apenas visualizar a bexiga e a uretra, pois ele permite melhor visualização das estruturas internas dos órgãos. Esse tipo de cistoscópio é mais utilizado em procedimentos ambulatoriais
  • Cistoscópio rígido :é utilizado quando é necessária a coleta do material para biópsia ou para injetar medicamentos na bexiga ou realizar procedimentos cirúrgicos.

Quando é indicada para fins diagnósticos, a cistoscopia pode ser realizada em ambulatório, com anestesia local, e demora, em média, de 15 a 20 minutos.

Se o procedimento for realizado com fins terapêuticos, o ideal é que seja feito em centro cirúrgico com anestesia geral, raquidiana ou sedação, a depender das características do paciente.

Ao final da cistoscopia, a médica pode retirar uma amostra de urina, ou do soro fisiológico que foi injetado para a realização do exame, para avaliação citológica (das células).

Em geral, o procedimento é indolor, podendo causar apenas um leve incômodo ao paciente. Porém, o exame pode ser um pouco mais desconfortável para os homens, devido ao tamanho da uretra e do esfíncter urinário ser mais forte.

Quando o especialista encontra alguma lesão suspeita na bexiga ou alterações no estudo citológico, ele pode recomendar a realização de uma biópsia, para análise mais detalhada.

Quais os cuidados necessários antes de realizar o procedimento

A cistoscopia é um procedimento relativamente simples e que não exige preparo complexo.

Caso o procedimento seja realizado para fins diagnósticos, não é necessário qualquer tipo de preparo, exceto jejum, mas, se possível, é pedido ao paciente que faça uma alimentação leve no dia anterior. Também é recomendado que ele esteja acompanhado por uma pessoa maior de idade, devido à anestesia.

Se a cistoscopia tiver fins terapêuticos, ela precisa ser realizada em ambiente hospitalar, sendo então necessário cumprir um jejum de pelo menos oito horas. Nesse caso, também é recomendado que o paciente suspenda ou ajuste as medicações em uso, principalmente quando fizer uso de anticoagulantes, mas apenas com orientação médica.

Outra recomendação é que, antes da cistoscopia, seja ela diagnóstica ou terapêutica, o paciente faça um exame de urina para avaliar a presença ou não de infecção urinária. Neste caso, o procedimento não é indicado.

Cuidados após o exame de cistoscopia

Após o procedimento, o paciente pode retomar sua rotina normal. Nos dois dias após a realização da cistoscopia, o paciente pode sentir desconforto ou dor ao urinar. Caso ela seja de moderada a intensa ou venha acompanhada de febre, o paciente deve relatar ao médico, pois há risco de infecção na bexiga ou uretra. Também pode ser observada uma pequena quantidade de sangue na urina, que deve desaparecer em poucos dias.

Há casos, principalmente quando a cistoscopia é realizada para fins de tratamento, que podem ocorrer sangramentos. O médico deve ser informado caso esse seja volumoso, prolongado e com presença de coágulos.

Qual o preço da cistoscopia?

O preço  da cistoscopia varia conforme o tipo de cistoscopia — se diagnóstica ou terapêutica —, com ou sem anestesia, o local em que será realizada, medicações instilados, a equipe de profissionais que fará o procedimento, além de exames adicionais e medicamentos utilizados.

O ideal é contar sempre com uma profissional especializada no procedimento, agende uma consulta com a Uroginecologista Dra. Priscilla Matsuoka.

 

Fontes:

Dra. Priscila Matsuoka  

 

Cuidado integral
à saúde da mulher

Agende uma consulta
(11) 99802-1564