Atendimento Vila Mariana - SP

Agende sua consulta

Quais são os tipos de endometriose?

Agende uma consultaFale conosco pelo WhatsApp
Imagem ilustrativa de mulher sentada com a mão na barriga
Imagem meramente ilustrativa (Banco de imagens: Shutterstock)

7 março, 2024

Por:

Apesar de ser um só diagnóstico, a endometriose pode acometer diferentes órgãos e se apresentar das mais diversas formas e intensidade

Condição ginecológica que afeta milhões de mulheres em idade reprodutiva, a endometriose se caracteriza pelo crescimento de células endometriais (que naturalmente revestem o interior do útero) em locais fora desse órgão, como tubas uterinas, intestino e diversos outros locais.

Assim, a sintomatologia é bastante variada e depende, principalmente, dos tipos de endometriose e locais acometidos.

Descubra um tratamento eficaz para endometriose e recupere sua qualidade de vida!

Agende uma consulta

Características da endometriose

A característica principal da endometriose é a proliferação de células uterinas fora do órgão e por serem células “hormônio-dependentes”, ou seja, que se desenvolvem de acordo com a produção e secreção de estrogênio, elas crescem durante o período menstrual e podem causar dor em locais não usuais caso a paciente tenha endometriose.

Porém, de forma geral, os principais sintomas associados a quaisquer tipos de endometriose são:

  • Dor pélvica intensa;
  • Dor ou desconforto durante as relações sexuais;
  • Cólicas menstruais fortes;
  • Dor ao evacuar ou alterações intestinais cíclicas;
  • Dor para urinar no período menstrual;
  • Infertilidade. 

Fatores de risco da endometriose

A endometriose é dita uma doença multifatorial, ou seja, diversos fatores interferem na patogênese da condição e influenciam — ou não — o desenvolvimento do quadro e sua gravidade.

O primeiro fator de risco para todos os tipos de endometriose é a predisposição genética, ou seja, quando a mulher já nasce com maior probabilidade de desenvolver o quadro durante a vida reprodutiva, principalmente se houver histórico familiar positivo.

Além disso, outros fatores podem aumentar a probabilidade de uma mulher ter endometriose, incluindo menarca (primeira menstruação) precoce, quadros obstrutivos menstruais (como malformações mullerianas) e sangramento menstrual aumentado.

Quais são os tipos de endometriose?

Atualmente, a endometriose pode ser dividida em diferentes apresentações de acordo com o grau de acometimento do tecido e o local em que se desenvolve, de tal forma que alguns tipos de endometriose podem ser mais dolorosos ou ter mais repercussões do que outros.

Endometriose superficial

Esse tipo de endometriose é caracterizado pela presença de células uterinas em uma profundidade menor do que 5 milímetros, o que faz com que a paciente tenha poucos sintomas e que seja uma condição altamente difícil de ser diagnosticada por exames de imagem. Além disso, dificilmente esse tecido se apresenta em órgãos fora da pelve.

Endometriose profunda

Em contraposição à superficial, a endometriose profunda é aquela em que as células penetram em uma profundidade maior do que 5 mm, sendo que, dentre os três tipos de endometriose, essa é a que mais causa dor pélvica — considerada incapacitante — além de uma exacerbação dos outros sintomas. Com relação à anatomia, a endometriose profunda pode ser encontrada em:

  • Região peri-cervical (ao redor do útero);
  • Vagina;
  • Reto-sigmóide;
  • Intestino delgado;
  • Apêndice;
  • Bexiga;
  • Ureteres;
  • Fossas ováricas;
  • Septo-retovaginal;
  • Ligamento largo e redondo;
  • Ligamentos útero-sacros;
  • Tubas uterinas;
  • Serosa do útero;
  • Cicatriz de cesáreas;

Endometriose ovariana

A endometriose ovariana também pode ser chamada de endometrioma ou cisto ovariano e é caracterizada pelo crescimento de tecido endometrial dentro dos ovários, o que faz com que muitas mulheres tenham dor pélvica mais lateralizada e dificuldade para engravidar.

Endometriose do diafragma

Trata-se de uma forma bem menos comum do que os outros tipos de endometriose, mas que tem sido cada vez mais diagnosticada devido à evolução dos exames de imagem. Com relação aos sintomas, apenas 30% das pacientes têm manifestações típicas dessa anatomia, que incluem dor torácica ou até mesmo na região do ombro.

Saiba como tratar e prevenir condições ginecológicas fazendo um bom acompanhamento.

Agende uma consulta

Tipos de endometriose mais graves

Alguns tipos de endometriose são considerados mais graves devido à extensão do comprometimento dos órgãos e, consequentemente, à intensidade dos sintomas, precisando de tratamentos mais específicos e invasivos, como cirurgia minimamente invasiva robótica.

Dentre eles, considera-se que a endometriose profunda é a mais grave por causar sintomas da endometriose mais intensos à mulher, que impactam diretamente sua qualidade de vida e fertilidade. Porém, vale lembrar que cada paciente é um indivíduo único e pode ser afetada pelos tipos de endometriose de diferentes maneiras.

Qual profissional realiza o tratamento da endometriose?

O tratamento dos diferentes tipos de endometriose deve ser conduzido por ginecologistas especializados e experientes, como a Dra. Priscila Matsuoka.

Entre em contato com a Dra. Priscila Matsuoka.

Fonte:

Febrasgo

Cuidado integral
à saúde da mulher

Agende uma consulta
(11) 99802-1564